Você mais próximo da FDSM!

Inscreva-se para saber das novidades!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Confira 6 filmes de Direito para motivar você a seguir essa profissão

Confira 6 filmes de Direito para motivar você a seguir essa profissão

Se você se interessa por Direito, precisa ter em mente que a formação do profissional desse campo do conhecimento não exige apenas muito estudo das teorias jurídicas, mas também uma ampla formação cultural. Ela pode ser obtida tanto por meio da literatura clássica como por produções cinematográficas, que contam inclusive com inúmeros filmes de Direito.

Vale lembrar que aqueles que optam por seguir carreira na área do Direito têm muitas possibilidades de atuação profissional, seja no setor público (por exemplo, ocupando cargos de juiz, defensor público, promotor de justiça, professor etc.), seja no privado (advogado e professor).

Além de inúmeras opções de profissão, os bacharéis em Direito, principalmente os que optam pela advocacia ou magistério, podem escolher em qual área do conhecimento vão construir carreira. Por isso, não é raro encontrarmos diversas representações desses profissionais nas telas do cinema.

Pensando nisso, separamos para você 6 dicas de filmes de Direito que representam algumas particularidades do mundo jurídico e, claro, da vida em sociedade.

Certamente, eles vão despertar seu interesse por esse campo do conhecimento e incentivá-lo a seguir carreira na área. Confira!

1. Amistad (1997)

Dirigido por Steven Spielberg, Amistad é um filme baseado em fatos ocorridos nos Estados Unidos no período da escravidão. O filme retrata o julgamento de um grupo de escravos que dominou o navio negreiro (La Amistad) que os transportava, no intuito de retornar para a África e retomar a liberdade. No entanto, a embarcação acaba ancorando em solo estadunidense.

A partir disso, a película retrata uma discussão acerca de interesses políticos, posse, propriedade, liberdade e abolição. Trata-se de um clássico do cinema norte-americano, indicado a quatro premiações no Oscar.

2. As Duas Faces de um Crime (1996)

Sob a direção de Gregory Hoblit, o filme narra a história de um arcebispo que foi assassinado com 78 facadas na cidade de Chicago. O delito chocou a sociedade local, principalmente porque o principal suspeito era um coroinha de 19 anos, o qual foi preso com as vestimentas sujas de sangue da vítima.

Nesse cenário, surge o bem-sucedido advogado Martin Vail. Em busca apenas de holofotes e da autopromoção, ele se propõe a defender o acusado gratuitamente.

No entanto, no decorrer da história, ele começa a acreditar na inocência do jovem. A partir daí, o filme tem uma reviravolta e o advogado acaba fazendo as vezes de um investigador.

3. O Mercador de Veneza (2004)

Esse clássico baseado na obra de William Shakespeare e dirigido por Michael Radford se passa em meados do século 16, período em que as atividades comerciais se intensificaram na Europa.

O filme narra a história de um nobre que, ao precisar de dinheiro emprestado, recorre ao seu amigo Antônio. Apesar de ser rico, o patrimônio de Antônio estava investido no exterior.

Para ajudar o amigo, ele faz um empréstimo com um agiota judeu, Shylock, com a condição de que, se não pagasse o valor no tempo acordado, teria que entregar um pedaço da própria carne. Antônio não consegue cumprir com o combinado, assim, o caso é levado à Corte para que se defina como se dará a resolução do contrato.

Dessa forma, o enredo do filme levanta discussões acerca dos negócios jurídicos, do antissemitismo e dos limites das decisões judiciais.

4. O Segredo dos Seus Olhos (2009)

Dirigido por Juan José Campanella, baseado no livro “La pregunta de sus ojos”, de Eduardo Sacheri, o filme já é um clássico do cinema argentino contemporâneo.

No enredo, Benjamin Esposito, oficial de justiça aposentado, dedica seu tempo à escrita de um livro baseado na história de uma investigação que acompanhou no início de sua carreira: o estupro e homicídio de uma moça recém-casada.

Durante a escrita, Esposito reencontra o viúvo da vítima, o qual viveu muitos anos inconformado com a morte da esposa e com a ausência de responsabilização do assassino. A partir daí, Esposito começa a remexer na história e a procurar pelo autor do homicídio.

“O Segredo dos Seus Olhos” é um filme extremamente envolvente e traz à tona temas muito atuais, como as falhas nas investigações, a influência do poder político, a descrença na Justiça e, até mesmo, a justiça com as próprias mãos.

5. A Firma (1993)

Dirigido por Sydney Pollack, “A Firma” proporciona interessantes reflexões acerca da ética do advogado e, principalmente, da sua relação com o cliente.

O filme retrata a história de Mitch McDeere, um advogado recém-formado que recebe uma proposta para trabalhar em um escritório muito famoso e que oferece altas remunerações.

Depois de algum tempo de trabalho, Mitch passa a desconfiar de algumas condutas da empresa. Quando começa a investigar, descobre que o escritório está envolvido em lavagem de dinheiro para a máfia italiana e que todo funcionário que tenta sair da firma morre misteriosamente.

A partir daí, surge um impasse ético: continuar no escritório e cometer o crime de lavagem de capitais ou sair e correr o risco de ser morto pela máfia?

6. Carandiru (2003)

Nessa lista de filmes de Direito, não poderia faltar o brasileiro “Carandiru”. Dirigido por Héctor Babenco, a produção é baseada no livro do médico Dráuzio Varella, voluntário no então maior presídio do país, o Carandiru.

O presídio foi desativado após ser palco de um dos maiores massacres da história do sistema carcerário brasileiro (111 presos foram mortos durante uma intervenção militar em uma rebelião).

O filme retrata parte da realidade dos presos na casa de detenção, pautando-se nos relatos que eles faziam ao médico, bem como naquilo que se observava no dia a dia do ambulatório.

Ele evidencia a precariedade e as falhas do sistema prisional brasileiro, marcado pela superlotação, por altos índices de violência e pelo desrespeito aos direitos humanos — realidade que todos os profissionais devem conhecer, principalmente aqueles que optam por seguir carreira pública.

7. O Advogado do Diabo (1997)

Um jovem advogado é convidado a trabalhar em um caso milionário, em que seu cliente é acusado de matar a esposa, o enteado e uma criada. Durante o processo, porém, ele se dá conta de que o sócio principal do escritório tem um lado misterioso. O filme demonstra um princípio básico do Direito: todos merecem uma defesa técnica, desde que haja ética por parte da defesa. “A linha entre a lei e a falta de ética sempre vai ser limítrofe e cabe ao bom operador do Direito jamais ultrapassá-la”.

Prontinho! Agora você já tem algumas dicas de filmes de Direito que retratam a realidade dos profissionais da área. Esperamos que eles possam motivar você a seguir carreira jurídica.

Vale lembrar que a arte imita a vida, mas não é um retrato fiel dela. Por isso, ao entrar na faculdade, antes de optar por alguma área de atuação é importante buscar conhecê-la melhor, inclusive conversando com os professores.

Gostou das dicas? Tem alguma outra sugestão de filme de Direito? Deixe um comentário no post!

  • Banner experiencias interncionais

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *