Você mais próximo da FDSM!

Inscreva-se para saber das novidades!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Como escolher a melhor faculdade de Direito?

Como escolher a melhor faculdade de Direito?

Escolher faculdade de Direito no Brasil pode ser uma tarefa bem difícil! Você sabia que em 2010 o Conselho Nacional de Justiça contabilizou 1240 faculdades no país? Já em todo o mundo, foram contabilizadas apenas 1100 faculdades. São números muito curiosos, não é mesmo?

Vamos te ajudar a entendê-los neste post e também identificar quais são os diferenciais que você deve buscar para escolher a melhor faculdade de Direito. Tornaremos o seu caminho mais fácil e objetivo destacando o que deve dar real importância para a escolha.

Confira agora um guia completo de auxílio na escolha da instituição ideal.

Compare grau de dificuldade do acesso

São pelo menos 5 anos de muito estudo e dedicação até a sua formatura, além da preparação para o Exame da Ordem, cursos de pós-graduação, concursos e demais possibilidades de atuação.

Então, vamos combinar: não inicie sua caminhada buscando “facilidades”. Se existe uma coisa que o candidato à carreira jurídica precisa é estudar. Um curso de acesso mais difícil obviamente possui maior qualidade.

E sabe por que é tão fácil passar em certos vestibulares? Porque muitas universidades passaram a considerar o curso de Direito como um excelente negócio!

Tratar o vestibulando como simplesmente “um número” é uma prática que tem sido chamada de mercantilização do ensino.

O candidato é ludibriado por alcançar de forma mais fácil o acesso à universidade e, após seis meses ou um ano, acaba descobrindo que aquela atitude tomada lá atrás somente o prejudicou e fez perder tempo.

Nesse ponto, começamos a entender aquele número expressivo de cursos de Direito citado no início do artigo. Esse índice vem sendo fortemente criticado pelo MEC (Ministério da Educação), fazendo com que muitos cursos estejam fechando em razão de baixo rendimento e qualidade.

Uma boa universidade não busca somente quantidade, mas qualidade. Isso se resume a ter alunos com capacidade de desenvolvimento jurídico. E, para atraí-los, aplicam-se exames sérios. Assim, entre de cabeça erguida por um bom rendimento alcançado em provas do Enem ou por um vestibular mais rigoroso.

Faça testes vocacionais

O teste vocacional é uma ferramenta valiosa de autoconhecimento. Por meio desse teste você consegue traçar com melhor precisão as suas verdadeiras vocações, habilidades e talentos para exercer profissões.

Responda às perguntas de maneira sincera, sem se deixar levar por questões que envolvam lado financeiro ou de status. As questões devem refletir o seu verdadeiro eu e mostrar o que realmente tem a ver com você.

Caso a resposta seja negativa para o Direito, você deve reconsiderar a escolha ou tentar realizar o exame em outra ocasião para se certificar de que realmente deseja a carreira jurídica.

Os maiores profissionais do mundo, na maioria dos casos, conquistaram esse status por mergulhar em carreiras por que eram totalmente apaixonados. O envolvimento é muito mais intenso, e prazer e realização profissional são alcançados com mais facilidade.

Analise o desempenho de ex-alunos no Exame da OAB

O Exame da Ordem é, seguramente, uma das fases mais cruciais da carreira jurídica de um advogado. Desprezar a sua importância é, no mínimo, negligente por parte de um candidato a bacharel em Direito.

Muitas universidades não preparam seus egressos para esse exame. O resultado disso é um índice de reprovação de até 80%. E, em quase 100% dos casos, a atividade jurídica é exercida por profissionais que possuem essa qualificação.

Aos reprovados restam somente a frustração, a perda de tempo e a possibilidade de trabalhar apenas como paralegal com uma remuneração bem abaixo de um profissional com registro.

Saiba também que a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e o MEC têm sistemas de avaliação das faculdades. Por isso, é fundamental procurar conhecer ex-alunos, pesquisar sobre o rendimento da universidade no Exame da OAB e a avaliação nos dois órgãos.

Conheça as atuações de ex-alunos no mercado de trabalho

O conhecimento de ex-alunos também é fundamental para escolher a melhor faculdade de Direito. Conversar e sondar informações-chave são práticas inteligentes que facilitam a percepção do candidato sobre a qualidade da instituição pretendida.

A atuação no mercado de trabalho na área jurídica é uma excelente forma de medir o quanto a instituição entregou em valores profissionais ao bacharel. Investigue evoluções de carreira, status e empresas que acreditaram na contratação dessas pessoas pela qualidade da graduação que cursaram.

Outra excelente estratégia investigativa consiste em pesquisar currículos profissionais. Usar redes sociais corporativas e respeitadas internacionalmente, como o LinkedIn, facilita esse tipo de pesquisa.

Descubra se há a presença em núcleos de pesquisa e extensão. Uma boa forma de constatar qualidade nessa área é saber se a instituição também oferece cursos de pós-graduação. Como os cursos de mestrado e doutorado são focados em pesquisas, há uma garantia de que os docentes trarão conceitos mais atuais para o ambiente da graduação.

Saiba o quanto a prática jurídica se aproxima do mercado real e prepara com melhor qualidade os alunos egressos. É essa experiência que abre portas para seleções em concursos públicos e capacita o bacharel nas atuações em empresas privadas.

Converse com pessoas que atuem na área

Que tal conversar com advogados, juristas e servidores públicos que já estejam atuando nessa área profissional? Geralmente essas pessoas tem amplo conhecimento de instituições de ensino e sabem quais são as graduações mais respeitadas e qualificadas.

Além disso, essas pessoas podem lhe oferecer um panorama preciso da situação de mercado e apontar as características necessárias para pessoas que desejam ser advogados. Nessa conversa você terá a real noção se essa graduação é compatível com seus sonhos e desejos profissionais.

Você notará inúmeras possibilidades de atuação jurídica e funções advocatícias. Procure saber como funciona o dia a dia de cada uma e compare com sua visão de futuro de carreira profissional. Você deve escolher faculdade de Direito pensando em área de atuação.

Outra resposta fundamental que você terá nessa pesquisa é sobre o conceito de empregabilidade. Ou seja, de que adianta concluir uma faculdade de Direito se você não consegue encaixe no mercado de trabalho?

Muitas empresas consideram aplicar provas subjetivas antes de entrevistas de emprego. Em grande parte dos casos os recrutadores selecionam candidatos pelo nível da faculdade cursada. Dessa forma é possível que o critério exclua uma série de instituições na hora da seleção.

Descubra o conceito MEC da instituição

Está aí algo que parece simples, mas que é de fundamental importância para o status da sua graduação. O Ministério da Educação testa por meio de índices o desempenho da instituição como um todo.

Atualmente são utilizados três critérios centrais: o Enade, o CPC e o IGC. A avaliação desses três índices reflete a qualidade didático-pedagógica da instituição e oferece uma forma de medir o conceito com notas de 1 a 5.

O Enade mede o aprendizado dos alunos durante o curso. O CPC mede a qualidade do curso, de professores e da infraestrutura, e o IGC retorna a média geral dos atributos referentes à instituição de ensino.

Atente para esse importante conceito e garanta uma escolha mais segura e confiável. Por meio da conceituação do MEC você obterá informações importantes, como idade da instituição e verdadeiro nível de aprendizagem e desempenho de alunos.

Invista em cursos com infraestrutura especializada

Ao investir, certifique-se de que terá uma forte estrutura para se desenvolver. O ideal é que ela seja 100% focada no Direito.

Nesse quesito, as faculdades especializadas saem na frente. É lógico que um curso totalmente voltado para a área do Direito tem toda uma infraestrutura personalizada para isso.

Essa é uma das formas da faculdade refletir a alta mensalidade, fazendo valer a pena o investimento. Desconfie de faculdades caras não especializadas e sem infraestrutura.

É necessário haver prédios próprios com salas de alta tecnologia, além de salões de júri e salões nobres propícios à simulação de atividades jurídicas e eventos.

Uma excelente dica nesse caso é visitar o campus pretendido. Nesse ponto as pesquisas devem sair do campo virtual e encontrar meios concretos de resposta. Visite a recepção e peça um “tour” pelas principais instalações de base para o curso.

Veja ainda mais diferenciais relacionados à infraestrutura que podem elevar o status da faculdade:

Corpo docente qualificado

Aprender com professores de conhecimento profundo no assunto é fundamental.

Certifique-se de que o seu futuro estará nas mãos de mestres, doutores ou especialistas em Direito.

Corpo docente experiente

Professores que trazem exemplos de experiências práticas ao ambiente de aprendizado enriquecem o conteúdo e melhoram a visão de mercado do estudante.

Essas experiências são alcançadas após um tempo considerável de atuação em cargos de juízes, delegados, defensores, advogados — ou são até mesmo personalidades com influência em razão de livros e artigos publicados.

É muito mais fácil vislumbrar um futuro de sucesso em sua carreira profissional por meio dessas pessoas.

Opções de pós-graduação

Escolher faculdade que já conta com cursos de especialização, extensão e mestrado pode facilitar o desenvolvimento de sua carreira jurídica.

Essas opções de titulação podem ser planejadas desde já porque elevam as chances de carreira como funcionários públicos e, na maioria dos concursos, servem como título, influenciando a classificação dos candidatos.

Aprofundar conhecimentos torna o currículo mais robusto e gera confiança para produções intelectuais mais relevantes para a comunidade jurídica e a sociedade.

Convênios internacionais

Encontrar uma universidade que compartilha conhecimento com instituições de outros países permite participar de intercâmbios e gera conhecimento jurídico mais global.

Considere poder viajar e participar de eventos científicos internacionais, além de aprimorar suas experiências acadêmicas.

Selos de certificação e qualidade

Somente faculdades que têm tradição com décadas de mercado e são consideradas como verdadeiros centros de excelência no ensino do Direito alcançam certificações de qualidade.

Uma certificação como a ISO 9001:2008, por exemplo, atesta um alto padrão de qualidade em serviços e processos.

Cursos que conquistaram esses selos ganharam o reconhecimento do mercado como excelentes formadores em Direito.

Continue a leitura e observe outros diferenciais que podem passar despercebidos em sua escolha, mas que são importantíssimos para se ter sucesso.

Incentivo à inovação

Hoje em dia, a tradição e a história podem ser superadas caso a instituição seja excessivamente conservadora. A faculdade não deve somente acompanhar as mudanças no ensino superior, mas estar à frente em inovações tecnológicas que favoreçam o aprendizado e conectem o aluno com as invenções atuais da área jurídica.

Tenha certeza de que a melhor faculdade de Direito abrangerá salas equipadas com dispositivos de alta tecnologia, capacitará o aluno para o desenvolvimento da profissão em ambientes virtuais e promoverá interações com os egressos que envolvam inteligências digitais.

Capacitação para concursos por meio da Faculdade de Direito

Você sabia que uma boa escolha pode te fazer poupar tempo e dinheiro?

Sim! Há cursos tão bons que já habilitam candidatos a conquistar as primeiras colocações em concursos.

Isso é fundamental se você considerar os gastos com cursinhos preparatórios e o tempo que poderia ter a mais para alcançar a tão sonhada vaga!

A graduação em Direito traz uma gama de possibilidades de atuação em concursos públicos. Escolher um cargo e focar em estudos para a vaga pode ser mais fácil quando já encontramos um ambiente preparatório já no curso superior.

Sistemas de bolsas e financiamento estudantil

Sabemos que a situação financeira nem sempre é favorável ou mesmo compatível com nossos sonhos. Por isso que, pensando no aspecto econômico do aluno, há faculdades que, apesar de serem privadas, não buscam fins lucrativos.

Essa ideologia permite um tratamento diferenciado do aluno. É possível privilegiar os melhores com descontos e sistemas de bolsas.

Além disso, uma faculdade com credenciamento no FIES (Financiamento Estudantil) aumenta as possibilidades de acesso.

Ufa! São muitas informações para avaliar, não é? Mas calma! Dedicar um tempo para essas pesquisas pode ser fundamental para o seu futuro. Priorizar nosso artigo como base para sua escolha pode facilitar muito essa definição. Nós da FDSM estamos prontos para atender todas essas demandas e oferecer uma graduação crucial para sua carreira.

Neste artigo você teve a oportunidade de encontrar um guia completo com informações-chave na sua trajetória de escolha da melhor graduação em Direito. Informações fundamentais como infraestrutura, conceito MEC e posição de ex-alunos no mercado de trabalho foram algumas das principais dicas apresentadas.

Todo esse caminho pode ser superado agora por você! Em poucos cliques você entrará em contato com a melhor faculdade de Direito para a sua carreira. Não perca essa oportunidade de conquistar uma graduação de excelência para a sua vida.

  • Vestibular FDSM 2020

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *