Você mais próximo da FDSM!

Inscreva-se para saber das novidades!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Já pensou na possibilidade de se tornar um advogado empreendedor?

Já pensou na possibilidade de se tornar um advogado empreendedor?

O sonho de boa parte da população brasileira é empreender e ter a possibilidade de administrar o próprio tempo. O que muitos não sabem é que, para atingir esse feito, muitas vezes, não é preciso sair da sua área de formação e atuação.

Essa afirmação também é válida dentro do ramo jurídico: é possível que os advogados busquem seguir o caminho do empreendedorismo em suas carreiras.

Se esse também é o seu desejo, acompanhe o post para saber o que é preciso para sair da zona de conforto e se tornar um advogado empreendedor!

O que é um advogado empreendedor?

É um profissional liberal que trabalha por conta própria, isto é, ele não atua como funcionário de uma empresa ou de um escritório de advocacia.

O advogado empreendedor pode optar por constituir uma sociedade de advogados, atuando com outros profissionais da área, como também tem a possibilidade de trabalhar individualmente, por meio de uma modalidade própria do ramo do Direito — a Sociedade Unipessoal de Advocacia.

Entretanto, é importante saber que o advogado não pode integrar mais de uma sociedade advocatícia ou unipessoal ou participar de ambas ao mesmo tempo dentro de um mesmo Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), uma vez que, de acordo com a lei, a advocacia não pode ser encarada como uma atividade empresarial.

Quais os seus diferenciais?

A advocacia se moderniza constantemente, assim como muitos profissionais entram na carreira todos os anos. Por esses motivos, é preciso seguir novos caminhos para atrair clientes. O advogado que atua de forma autônoma precisa se destacar!

Diversos consumidores se sentem incomodados, por exemplo, com a forma genérica e impessoal com que os grandes escritórios costumam tratar as suas demandas. Como diferencial, o advogado empreendedor deve prestar um serviço com maior qualidade e lidar com os seus clientes de forma pessoal e exclusiva, compreendendo os seus anseios, prestando contas corretamente e fornecendo a atenção desejada.

Trabalhar com transparência e ter proximidade com o público são condutas que ajudam o profissional a construir a sua própria cartela de clientes e também a conquistar o seu renome pessoal.

Por que se tornar um advogado empreendedor?

Existem diversas vantagens em atuar nesta modalidade. O benefício mais conhecido é o financeiro, uma vez que o profissional deixa de ser assalariado e passa a receber diretamente os lucros e honorários advocatícios.

É claro que, no início, o advogado pode receber mensalmente um valor inferior ao que receberia em um trabalho de carteira assinada, entretanto, em longo prazo, conforme o profissional trilhar a sua carreira e adquirir reconhecimento no mercado, os resultados tendem a ser promissores.

Além disso, o empreendedor não precisa cumprir uma carga horária fixa e rígida, como ocorre quando se é funcionário, em que, muitas vezes, o empregado deve ficar no local de trabalho mesmo não havendo diligências a serem cumpridas, apenas para desempenhar o combinado no contrato de trabalho.

O profissional liberal trabalha sob demanda, o que lhe permite criar os seus próprios horários e lhe fornece liberdade.

Qual o perfil do profissional?

O advogado que deseje seguir por esse caminho deve observar alguns pontos de sua personalidade.

Ele deve ser proativo e ter atitude para conquistar novos clientes, uma vez que tal atividade requer tempo, dedicação e tolerância. De nada adianta ficar sentado à espera de novas diligências — o advogado deve buscar novos desafios para fazer o seu nome no mercado.

Também é importante que ele tenha visão de futuro, para prever problemas e as suas respectivas soluções, além de ter autoconfiança para enfrentar os momentos de dificuldade com determinação.

Ter espírito de liderança é igualmente fundamental, uma vez que é o advogado empreendedor quem toma à frente de todas as situações que envolvem o seu escritório.

O que é necessário para ser um advogado empreendedor?

O requisito fundamental é que o profissional seja aprovado no Exame da Ordem e esteja regularmente inscrito no quadro de advogados ativos da Ordem dos Advogados do Brasil.

Também é preciso ter um local físico para a realização de reuniões e atendimento aos clientes. Para isso, o advogado pode alugar uma sala comercial e montar o seu escritório, mas, hoje em dia, essa não é a única alternativa.

É possível utilizar coworkings, que são escritórios compartilhados que oferecem ao profissional uma estrutura completa para o trabalho e podem ser pagos a cada utilização ou por meio de mensalidade.

A OAB também disponibiliza salas para atendimento aos clientes em alguns fóruns ou em suas sedes, que o advogado pode utilizar mediante reserva.

Além das opções apresentadas, ainda é possível realizar as reuniões em restaurantes e cafeterias, lugares que, muitas vezes, têm um ambiente mais formal.

Qual o momento ideal?

Não existe uma fórmula exata: o momento certo para seguir por esse caminho deve ser avaliado individualmente. Quando o profissional se sentir apto e seguro, já estará pronto para se tornar um advogado empreendedor.

Contudo, vale ressaltar que é interessante que o advogado tenha uma reserva de emergência, para sustentar seu negócio e a si mesmo nos primeiros meses, visto que o retorno financeiro pode não ser imediato.

Como vimos, o advogado empreendedor deve ser competente e comprometido, características que ajudarão a fidelizar os clientes e fazer com que adquira renome, algo fundamental para obtenção dos resultados esperados.

Entretanto, o profissional deve fazer o seu marketing jurídico com sabedoria e cautela, tomando os cuidados necessários para não ferir o Código de Ética e Disciplina da profissão, que veda alguns tipos de propaganda e divulgação.

Certamente, o mais importante é que o advogado tenha forte vontade de ser referência em suas áreas de atuação, pois, com empenho, é capaz de chegar ao lugar que deseja.

Você gostou de conhecer mais sobre a atuação de um advogado empreendedor? Então, continue com a visita ao nosso blog e saiba como se preparar para ser um advogado de sucesso e se aperfeiçoar na profissão!

  • banner de mestrado

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *