Você mais próximo da FDSM!

Inscreva-se para saber das novidades!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Bacharel em Direito: veja 8 opções de atuação para o formado

Bacharel em Direito: veja 8 opções de atuação para o formado

O curso de Direito é muito amplo e aqueles que decidem seguir por esse caminho têm diversas possibilidades de atuação após a formatura.

A faculdade abrange em 10 semestres os mais diversos ramos jurídicos, como o Direito Civil, Processo Civil, Direito Penal, Processo Penal, Direito do Trabalho, Processo do Trabalho, Direito Empresarial, entre outros. Por isso, os que pretendem seguir na área podem atuar em muitas áreas diferentes.

Se você deseja se tornar um bacharel em Direito, acompanhe o post e confira algumas opções de atuação:

1. Advogado:

O ramo mais conhecido é o da advocacia, uma vez que a maior parte dos formados na área segue por esse caminho.

Para se tornar um advogado, é preciso ter o título de bacharel em Direito e ser aprovado no Exame da Ordem. É no momento da aprovação que o formado demonstra que possui capacitação para o exercício da profissão.

Os advogados, em geral, trabalham defendendo os seus clientes — que podem ser pessoas físicas ou jurídicas — com base nas leis vigentes no país.

O profissional no Brasil ganha em média R$ 3.672,00, podendo mudar o valor conforme o Estado e a área de atuação.​

Entretanto, é importante lembrar que as opções para o formado vão muito além da advocacia.

2. Promotor de Justiça:

O Promotor de Justiça é um membro do Ministério Público Estadual que busca a condenação dos réus que cometeram crimes que afetam a sociedade, como o homicídio ou o sequestro. Nesses casos, o servidor atua fazendo o papel de acusação.

Entretanto, o Promotor também pode figurar como fiscal da lei, acompanhando os processos que envolvem as pessoas mais vulneráveis — como deficientes, idosos e crianças — para que não ocorra nenhuma injustiça contra eles.

É possível dizer que o principal objetivo dessa função é defender a sociedade e os seus interesses, em geral.

A remuneração de um Promotor é de aproximadamente R$ 26.000,00.

3. Procurador da República:

O Procurador da República atua como membro do Ministério Público da União e exerce o mesmo papel do Promotor de Justiça, mas no âmbito federal. Nesse caso, o que muda é que a acusação é realizada perante a Justiça Federal.

Os Procuradores atuam nas causas que afetam todo o país, como o tráfico internacional de drogas, falsificação de dinheiro, corrupção e lavagem de dinheiro.

O ingresso em ambos os cargos — tanto o de Promotor quanto o de Procurador — se dá por meio de concurso público.

Atualmente, o salário de um Procurador da República varia de R$ 28.000,00 a R$ 33.000,00.

4. Defensor Público:

Os Defensores Públicos são advogados do governo que trabalham defendendo a parte da população que necessita de auxílio jurídico, mas não tem condições de contratar um advogado particular.

Essa função existe porque, de acordo com a Constituição Federal (a lei fundamental, suprema e obrigatória do país), todos os cidadãos têm o direito à defesa e ao acesso à Justiça.

O Defensor atua fazendo o papel oposto aos do Promotor e do Procurador, já que busca a defesa dos acusados.

Quem pretende ingressar na carreira deve prestar concurso público para a Defensoria Pública dos Estados ou da União e o cargo conta com remuneração média de R$ 22.000,00.

5. Delegado de Polícia:

Esse é o cargo mais cobiçado por aqueles que são apaixonados pelas carreiras policiais. Os delegados são servidores públicos que atuam nas Polícias Civis ou na Polícia Federal coordenando e administrando as delegacias de polícia.

O Delegado é a pessoa responsável por todas as ocorrências que acontecem dentro da sua área de atuação, e o seu papel é o de investigar os fatos registrados, descobrir a autoria dos delitos e combater a criminalidade.

Para exercer a sua função, o Delegado pode colher depoimentos e realizar interrogatórios aos acusados e as testemunhas, instaurar inquéritos policiais e lavrar registro de ocorrências e termos circunstanciais, por exemplo.

Conclusa a investigação e descoberto o autor do delito, o delegado encaminha um relatório ao juiz, que confirma e envia ao Ministério Público a apuração.

É o Promotor de Justiça a pessoa encarregada de realizar, ou não, a denúncia.

Um delegado de Polícia Civil ganha entre R$ 7.000 e R$ 14.000, o salário varia em cada Estado. Já os vencimentos dos delegados federais se iniciam em R$ 22.000,00 e podem chegar a mais de R$ 29.000,00.

6. Assessor Jurídico:

O Assessor jurídico auxilia àqueles com dúvidas em assuntos na área de especialidade nos ramos comercial, tributário, cível e trabalhista.

Além disso, os assessores também trabalham com a elaboração de pareceres, peças jurídicas, contratos e petições.

Entretanto, apenas o título de bacharel em Direito não é suficiente para poder exercer essa profissão legalmente. No Brasil, apenas os advogados regularmente inscritos perante a OAB podem realizar atividades de assessoria ou consultoria jurídica.

Hoje quem trabalha como Assessor Jurídico ganha um salário médio de R$ 3.239,00.

7. Diplomata:

Trabalhar como Diplomata é o grande sonho da vida de muitas pessoas. Afinal, quem não deseja viajar o mundo enquanto exerce a sua profissão, sendo bem remunerado para realizar essa atividade?

Um Diplomata atua representando o Brasil perante os governos estrangeiros, realizando negociações entre países; informando a Brasília tudo relevante que acontece no local que opera enquanto presta auxílio aos brasileiros no exterior.

O ingresso no cargo se dá por meio de um dos concursos públicos mais concorridos do país e a função tem o salário inicial de aproximadamente R$ 17.000,00.

A carreira é a única desta lista que não é exclusiva aos bacharéis em Direito. O cargo tem como requisito a conclusão de qualquer curso de graduação, entretanto, as formações acadêmicas que mais figuram entre os aprovados são Direito e Relações Internacionais.

8. Juiz:

Por fim, vamos falar sobre uma carreira que figura entre as mais famosas e cobiçadas.

O juiz é um servidor público que ingressa na carreira por meio de concurso e sua função é resolver os conflitos que são levados até ele.

Para isso, o magistrado escuta alegações das partes, analisa provas, realiza audiências e busca solucionar o problema de forma imparcial; proferindo sentenças para os mais diversos casos que ocorrem na sociedade, sempre baseado nas leis vigentes no país.

A função exercida pelo juiz é fundamental para o exercício da justiça e para a garantia dos direitos de todos.

O salário de um magistrado varia conforme seu estado de atuação, sendo geralmente fixado entre R$ 27.000,00 e R$ 33.000,00. Entretanto, além do vencimento base, também recebem auxílios, gratificações e outros benefícios.

Viu só como existem muitas carreiras que o bacharel em Direito pode exercer além da advocacia? O ramo jurídico tem diversas especialidades e por isso, existem áreas de atuação para satisfazer diferentes gostos e vocações.

Durante a faculdade, observe quais matérias tem facilidade e afinidade, fazer isso tornará escolher sua profissão mais simples e descomplicado.

Gostou das nossas dicas? Confira abaixo um vídeo sobre a carreira de defensor público, deixe um comentário e compartilhe com os demais leitores qual das carreiras mais te interessou!

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *