Você mais próximo da FDSM!

Inscreva-se para saber das novidades!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

6 áreas do Direito para você conhecer!

6 áreas do Direito para você conhecer!

Está concluindo o ensino médio e seu próximo passo é ingressar na faculdade de Direito? Então, seja muito bem-vindo a um mar de oportunidades!

Esse curso é um dos que mais abrem portas no mercado de trabalho e nas carreiras públicas. Isso porque, ao contrário do que muitos pensam, o bacharel em Direito não fica restrito aos tribunais. Na verdade, há vários ramos nos quais esse profissional formado pode atuar.

Ficou curioso e quer saber mais sobre as principais áreas do Direito? Então, leia este post até o fim!

Carreira pública ou privada?

O profissional tem a chance de decidir se seguirá nas áreas do direito privado ou público. Na primeira, a principal atuação será como advogado, trabalhando com a defesa de clientes em tribunais, elaboração de contratos para negócios empresariais, entre outras possibilidades. Para isso, o futuro profissional terá que ser aprovado no exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Já na área pública, o formado precisará ser aprovado em um concurso público e poderá atuar em órgãos do município, do estado ou da União. As possibilidades, nesse caso, são a condução de investigações ou o acompanhamento e intermediação do julgamento de ações ou processos, como você verá nos próximos tópicos.

Delegacia de polícia

É o principal agente do Poder Judiciário — aquele que cuida do cumprimento das leis. Cabe ao delegado chefiar investigações, elaborar inquéritos, além de emitir documentos públicos que tratem de algum caso da polícia. Seu papel é muito importante para a ação penal no país.

Magistratura

Quem atua nessa área é conhecido como juiz. Suas atribuições são julgar processos, expedir mandados de prisão, busca ou apreensão. O profissional também pode atuar no âmbito federal ou estadual. Na esfera federal, ele julga as causas de interesse da União sobre impostos ou Previdência Social. No âmbito estadual, decide conflitos entre pessoas físicas ou jurídicas, além de questões de família e impostos estaduais e municipais.

Advocacia pública

O profissional dessa área atua como defensor público. Ele defende, gratuitamente, em nome do Estado, indivíduos que não têm condições financeiras para pagar um advogado. Pode atuar, ainda, como procurador municipal, estadual ou da União, representando os interesses dessas três esferas, e garantindo a legalidade dos atos do Poder Executivo nas ações que envolvam licitações, contratação de serviços ou compra de produtos pela administração pública.

Quais são as principais áreas do Direito?

Agora, vejamos quais são as principais áreas nas quais o advogado poderá se especializar para atuar no mercado de trabalho.

1. Direito Trabalhista

Nessa que é uma das áreas do direito mais solicitadas no Brasil hoje em dia, o especialista representa os clientes ou empresas nos conflitos entre empregado e empregador ou em questões sindicais.

Para profissionais de nível júnior, os salários variam entre R$3 mil e R$5 mil reais; advogados plenos recebem entre R$4 mil e R$9,5 mil; já os vencimentos de profissionais de nível sênior ficam entre R$5,3 mil e R$13,5 mil.

2. Direito Previdenciário

O advogado especialista nessa área trabalha representando os interesses dos segurados da Previdência Social, auxiliando-os na busca por seus direitos — como aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, entre outros.

Além disso, companhias também procuram esses profissionais para receber assessoria em tomadas de decisões sobre as questões previdenciárias de seus contratados. Em média, o salário desse profissional gira em torno de R$5,3 mil.

3. Direito Civil

O advogado especialista em Direito Civil representa interesses individuais e particulares quando o assunto envolve propriedade e posse de bens. Também atua com questões familiares, relacionadas a casos de divórcio e adoção de crianças, por exemplo.

Essa é a maior área do Direito brasileiro; por isso, divide-se em algumas especialidades, como Direito da Família, Responsabilidade Civil, Direito das Coisas, entre outras.

Os salários variam entre R$3,3 mil e R$7,5 mil para nível júnior; entre R$6 mil e R$13,5 mil para nível pleno; e entre R$8,6 mil e R$17 mil para nível sênior.

4. Direito Penal

Essa é a especialização dos advogados dos grandes filmes! Conhecido como criminalista ou penalista, o advogado dessa área tem o dever de preparar e apresentar a defesa ou a acusação de pessoas em ações que tratem de crimes ou contravenções, tanto para indivíduos como para companhias. Para os iniciantes, o salário é, em média, de R$5 mil; pode chegar a R$26 mil para profissionais mais experientes.

5. Direito Tributário

O profissional que atua na área do Direito Tributário cuida de questões que envolvem dinheiro. Ele trata dos princípios e normas referentes às obrigações tributárias e à arrecadação de impostos e taxas. Além disso, trabalha ao lado dos órgãos que fiscalizam esses pagamentos, para defender os interesses dos contribuintes e evitar equívocos no recolhimento das contribuições.

Os salários variam entre R$3,8 mil e R$8 mil para nível júnior; entre R$6,2 mil e R$14,5 mil para nível pleno; e entre R$8,5 mil e R$21 mil para nível sênior.

6. Direito Internacional

Direito Internacional
Direito Internacional

O advogado dessa área trabalha mediando as relações entre os países e as organizações internacionais. Eles fazem tratados, convenções e acordos e tratam das obrigações firmadas entre eles, para que tudo ocorra da forma mais harmoniosa possível. Os salários desses profissionais variam entre R$2,7 mil e R$6,9 mil.

Depois dessas informações, ficou mais decidido em seguir a carreira em alguma dessas áreas do Direito? Então, chegou a hora de buscar uma unidade de ensino de qualidade! Procure uma instituição que trate os alunos de forma diferenciada, por meio da consideração de suas necessidades e objetivos.

Coloque no topo da sua lista as instituições que ofereçam aos alunos conteúdos que vão além da sala de aula, como infraestrutura tecnológica, orientação acadêmica, núcleos de extensão, núcleos que permitam aos alunos colocar em prática toda a teoria aprendida e núcleos de pesquisa. São essas instituições que vão formar profissionais de destaque no mercado de trabalho.

E tenha em mente que esse período é um investimento que, muitas vezes, pode ser difícil, mas que renderá boas colheitas no futuro. Por isso, o foco não deve estar no valor mensalmente pago, e sim na qualidade do ensino.

Gostou de conhecer as principais áreas do Direito? Assine a nossa newsletter e receba as novidades diretamente na sua caixa de e-mail!

  • banner vestibular 2020

    banner vestibular

Tags: | | | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *