Você mais próximo da FDSM!

Inscreva-se para saber das novidades!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Conheça 4 tendências do Direito

Conheça 4 tendências do Direito

O Direito, assim como outras áreas, evolui e passa por mudanças em razão do avanço tecnológico, reformas e alterações na legislação. Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, entender essas transformações e ficar por dentro delas pode ser a escolha mais certa para quem almeja sucesso profissional.

Manter-se atualizado sobre as tendências do Direito é manter-se diferenciado do que as pessoas consideram um profissional comum. E cá entre nós, ninguém quer ser assim, certo?

Por isso, separamos para você 4 das principais tendências do Direito. Ficou curioso? Confira!

Tendências do Direito

Algumas questões envolvendo Direito são recorrentes, como divórcio, discussão de contrato, inventário etc. Porém, alguns assuntos podem ter mais destaque dentro de uma época específica.

Por exemplo, a internet modificou a maneira como as pessoas consomem informação. Por isso, foi necessária a criação de leis que julgassem casos como a difamação de uma pessoa nas redes sociais, pirataria ou vazamento de fotos íntimas.

Além disso, em abril de 2014, foi criado o Marco Civil, que estabeleceu novas diretrizes sobre os direitos e deveres de quem utiliza a internet no Brasil.

Se você é um jovem advogado ou aspirante a tal, precisa conhecer essas mudanças. Acompanhe!

1. Direito Digital

A lei 17.737, mais conhecida como Lei Carolina Dieckmann, surgiu quando a atriz que nomeia a lei teve as suas fotos íntimas copiadas do seu computador e expostas na internet.

O caso ocorreu em 2011, mas uma reportagem do Jornal Zero Hora mostra que, só em 2015, os crimes digitais ocorridos no Brasil chegaram a 33.445 denúncias. A maioria deles refere-se a vítimas de difamação, vazamento de imagens não autorizadas e cyberbullying.

A pena para vazamento de imagens e vídeos pessoais é de 2 anos triplicando se for contra figuras políticas.

Tais crimes de difamação são mais recorrentes e nocivos quando a vítima é mulher. Em tempos que a desconstrução do machismo se torna cada vez mais uma pauta da sociedade, entender essa realidade e a recorrência de crimes digitais é manter-se alinhado às tendências do Direito.

2. Direito Eleitoral

Como não podia ficar de fora da lista, a área que mais tem chances de ganhar impacto em 2018 é o mercado jurídico, mais precisamente a advocacia eleitoral, já que as eleições se aproximam.

A discussão entre siglas e seus representantes, a viabilidade de alguma candidatura e a Lei da Ficha Limpa, por exemplo, devem marcar esse período do segundo semestre deste ano.

Os advogados da área eleitoral devem ser bastantes procurados não só para atuar em eventuais demandas judiciais, mas também para orientar candidatos e partidos sobre como proceder em algumas ações.

há uma tendência anual maior para o aumento do número de partidos e os advogados podendo ser disputados entre siglas.

3. Direito do Trabalho

Mesmo a reforma trabalhista já tendo entrado em vigor no ano passado, o assunto ainda gera muitas incertezas e discussões.

Tentando seguir a lei, é natural que muitos empresários e funcionários tenham dúvidas sobre a reforma e os direitos trabalhistas.
Isso aumenta a necessidade de um advogado para ajudá-los.

Entre dúvidas frequentes está se a reforma se aplicará aos contratos em andamento ou apenas aos assinados após a lei entrar em vigor.

Interesses empresariais

Referente a nichos de mercado expansivos, vale observar a quantidade de micro e pequenas empresas sem assessoria jurídica atuando desprotegidas.

Em tempos de reformas como a trabalhista, essa desproteção cria chances de produzir problemas ambientais, contratuais ou tributário-corporativos.

Terceirização

Essa mudança legislativa começou no ano passado, mas terá consequências em 2018. Até o ano anterior, as empresas só poderiam recorrer a terceirização para atividades-meio. Com a nova regulamentação, até as atividades-fim podem ser aplicadas nas empresas.

A necessidade de um advogado se torna maior porque os conflitos entre trabalhador e patrão se chocam.
O primeiro quer mais ganhos e qualidade de vida, enquanto o segundo quer pagar menos e manter o negócio lucrativo.

Esses conflitos de interesse exigem a presença de um advogado para esclarecer todas as dúvidas.

4. Direito Previdenciário

A reforma da previdência é outro assunto de destaque.
Desde a apresentação na Câmara o projeto sofre mudanças; Agora, a idade mínima para aposentar-se de 65 para homens e 62 anos para mulheres.

Além do mais, a área previdenciária é a que mais tende a ter incrementos de pessoas nos próximos 20 anos, pelo menos.
Já que haverá o envelhecimento da população na faixa etária dos 35 e 65 anos, a demanda por essa área aumentará.

Ninguém sabe quais os termos finais dessa reforma e o assunto interessa a todos; os advogados previdenciários serão mais requisitados.

Portanto, se você está começando a atuar na área da advocacia ou pensa sobre isso, conhecer as tendências do Direito é uma boa forma de clarear a sua mente e entender em quais áreas você se identifica e pode atuar no mercado de trabalho. Invista no seu sucesso profissional e procure faculdades de renome para isso.

Conhecendo algumas tendências do Direito, compartilhe este post nas redes sociais e ajude outros a terem acesso a essas informações!

  • banner de mestrado

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *